30.6 C
Farol
sábado, setembro 25, 2021
spot_img

“Vivemos o momento de escolher quem vai para a UTI”, diz médica de Goioerê”

“Já estamos vivendo o momento de escolher quem vai para a UTI. Não sabemos até onde vamos conseguir atender”. Essa foi uma das frases da médica Evelyn Eugênia Irala Quintana, responsável pela enfermaria Covid do Hospital Santa Casa de Goioerê, durante live da equipe médica na manhã desta segunda-feira (01). O prefeito Betinho Lima e o vice, Adilson Corpa, também participaram da live para expor a grave situação do município.

“O caos se instalou e o colapso chegou em Goioerê”, disse o vice-prefeito, que também é médico da Santa Casa, ao explicar a realidade do hospital, que há dias não tem vagas na UTI nem na enfermaria. Ao lembrar que todos os profissionais da saúde estão exaustos, a médica Evelyn disse que é “melhor ficar em casa do que em um leito da UTI”. O médico Eder Abelha Flávio disse que os profissionais não aguentam mais ligar para famílias dando notícias de que o paciente piorou ou até morreu. “Quando você sentir essa dor é que vai entender as decisões tomadas pelo prefeito”, observou. Outra preocupação é a falta de medicamentos e oxigênio. “Não podemos mais dar alta para o paciente que precisa continuar o tratamento em casa, pois não temos mais oxigênio nem para dar, emprestar ou vender”, acrescentou. “Como gestor, preciso dar uma resposta para a população. Eu prefiro tomar uma decisão errada do que ser criticado por omissão”, desabafou o prefeito ao rebater críticas que tem recebido por seguir o Decreto do Estado. Ele reforçou o apelo dos profissionais. “Hoje não é o dinheiro que salva. Somente o SUS está salvando vidas. Sem o bom senso e a conscientização, a Saúde de Goioerê não vai aguentar”, argumentou.

Fonte: Tribuna do Interior

Artigos relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Permaneça conectado

24FãsCurtir
110SeguidoresSeguir
406SeguidoresSeguir
- Advertisement -spot_img

Últimas notícias