20 de agosto de 2017
PUBLICIDADE
Chiquinho
Chiquinho
Chiquinho 02
Chiquinho 02
Chiquinho 03
Chiquinho 03

Rosácea: como evitar e tratar o problema que atinge especialmente mulheres

PUBLICADO DIA: 27/09/2016
POR: Portal Farol
Share on FacebookShare on Google+Pin on PinterestTweet about this on TwitterEmail this to someoneShare on LinkedIn

A rosácea é uma doença crônica e entre suas prováveis causas estão alguns fatores como predisposição genética, exposição solar, alterações hormonais e emocionais, ingestão de bebidas alcoólicas e uso de medicamentos vasodilatadores ou fotossensibilizantes.

De acordo com a dermatologista Christiane Gonzaga, membro das Sociedades Brasileira e Americana de Dermatologia, o surgimento da rosácea é mais comum em pessoas que têm familiares com histórico genético da doença e em idades entre 30 a 50 anos. Manifesta-se principalmente em mulheres, mas os casos mais graves geralmente acontecem em homens. E é raramente observada em negros.

Como evitar rosácea

A médica lista alguns cuidados simples que são fundamentais para evitar que o problema apareça. “Evite ingerir bebidas muito quentes, café, álcool, alimentos picantes e outros alimentos que possam agravar a doença”, diz.

Para quem sofre com a rosácea, a recomendação é anotar os momentos de crise, procurando entender se estão relacionados a determinados alimentos ou eventos. “Evite também cosméticos que possam irritar a pele, produtos oleosos, massagear a pele com esfoliantes e o uso de corticoides. Também é preciso estar atento à temperatura do banho, evitando a água muito quente e mudanças bruscas de temperatura, além de usar sempre filtro solar com fator acima de FPS 15 e evitar o uso de secador de cabelo com ventos muito quentes e a prática de exercícios que superaqueçam o corpo”, explica. Outra recomendação é nunca coçar ou friccionar a pele.

Os extremos de temperatura, tanto o calor quanto o frio, também são prejudiciais para quem tem rosácea. “Por isso, as crises podem surgir tanto no inverno como no verão, se a pessoa estiver exposta a temperaturas muito frias ou muito quentes.

Mas no inverno é necessário também ter atenção quanto à utilização de hidratantes faciais, muito utilizados nessa época do ano devido ao maior ressecamento da pele. “Eles podem irritar a pele e facilitar o surgimento das lesões”, afirma.

Tratamento para rosácea

Identificar a rosácea é o primeiro passo para controlar a doença. “Assim que a pessoa perceber uma vermelhidão característica na pele, deve procurar um dermatologista para realizar os tratamentos corretos”, diz.

O mais indicado, de acordo com a médica, é uma combinação de tratamentos para conter a progressão através do uso de cremes, loções, sabonetes e géis que contém antibióticos, prescritos de acordo com cada caso.

Escrito Por Mariana Bueno

PUBLICIDADE
© COPYRIGHT 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - Portal Farol